fbpx

Na próxima quinta-feira (26/7), o Aeroporto Campo de Marte (SP) completa 98 anos de operações e finalmente sediará um parque. A Prefeitura de São Paulo informou que já recebeu estudos preliminares de empresas interessadas no projeto, e em breve montará um cronograma de planejamento da obra. Quando esse cronograma estará pronto? Essa informação ainda não foi revelada e depende muito do acompanhamento da mídia e da população.

 

Símbolo da resistência, o aeroporto já foi alvo de inúmeros prefeitos que votaram a favor de sua desativação. O mais recente foi o ex-prefeito João Dória, que em 2017, surpreendeu a comunidade aeronáutica ao anunciar a intenção de encerrar as operações de aviões no Campo de Marte até 2020.

 

A verdade é que, até o momento, os demais aeroportos não estão preparados para absorver a demanda atual. No ano passado, 69.137 aeronaves pousaram no terminal, e transportaram 118.984 passageiros.

 

Prestes a completar 100 anos e assombrado pelos incessantes embates, o aeroporto continua firme ocupando o quinto lugar em movimento operacional no Brasil. A Infraero, uma das responsáveis pela gestão, tem realizado melhorias no local, e abriu licitação para a instalação de novos hangares, com novas propostas, como é o caso da Sales Serviços Aéreos. A empresa, que ocupa mais de oito mil metros quadrados, está construindo restaurante, academia, café, lavanderia. Tudo isso dentro do Campo de Marte, que é também aberto ao púbico em geral.

 

“Estamos otimistas com a retomada do setor, prova disso é que investimos para crescer. Nosso objetivo é ser referência no segmento que atuamos com pioneirismo e qualidade no Campo de Marte”, afirma Luciana Sposito Sales, CEO da Sales Serviços Aéreos.

 

Aeroporto Campo de Marte em números

 

·        A área onde será construído o parque é de 406 mil m² (20% da área total). Hoje nesse espaço existe um trecho preservado de Mata Atlântica, cortado por córrego; seis campos de futebol cedidos a clubes amadores; terreno de apoio ao sambódromo.

·        Possui operações de aviação geral, executiva e táxi aéreo, além de grande parte da frota de helicópteros do país.

·        No aeroporto também estão localizadas escolas de pilotagem, como o Aeroclube de São Paulo, e o Serviço Aerotático das Polícias Civil e Militar.

·        O sítio aeroportuário possui uma área aproximada de 2,1 milhões de m². O Campo de Marte é um aeroporto compartilhado: 1.138.440 m2 estão sob a administração do Comando da Aeronáutica – por meio do Parque de Material da Aeronáutica (PAMA-SP), Prefeitura de Aeronáutica de São Paulo (PASP), Núcleo do Hospital de Força Aérea de São Paulo (NuHFASP), Centro de Logística da Aeronáutica (CELOG) e Subdiretoria de Abastecimento (SDAB) – e 975 mil m2 estão sob a administração da Infraero. 

Veja a matéria completa no site: www.aviacaonoticias.com/2018/07/aeroporto-campo-de-marte-completa-98.html



Comente